Gustavo Galvão

cineasta | filmmaker

Gustavo Galvão é diretor de cinema, produtor e roteirista. Lançou sete curtas entre 2002 e 2008, que foram exibidos em quase 90 festivais pelo mundo e adquiridos pelas principais emissoras do país, com destaque para o premiado A Vida ao Lado (2006) e para A Minha Maneira de Estar Sozinho (2008), seleção do Rencontres Cinémas d'Amérique Latine de Toulouse (França).

A estreia em longas ocorreu com Nove Crônicas para um Coração aos Berros (2012), menção do júri da FIPRESCI no 31º Festival Cinematográfico Internacional del Uruguay e prêmio de melhor direção no 10º Festival de Maringá (2013). Exibido comercialmente em dez cidades pelo Brasil, o filme se encontra disponível por toda a América Latina no iTunes e esteve também na Netflix, de 2015 a 2017.

O longa seguinte, o também premiado Uma Dose Violenta de Qualquer Coisa (2013), obteve aval da crítica especializada e estreou em 17 cidades. O terceiro longa com direção e roteiro de Galvão, Ainda Temos a Imensidão da Noite, foi filmado em setembro e outubro de 2017, em locações em Brasília e Berlim. O lançamento acontecerá em 2019.

Em duas décadas como realizador, Galvão dirigiu grandes nomes do cinema e do teatro no Brasil. São atores do porte de Leonardo Medeiros (Candango de melhor ator no Festival de Brasília por A Vida ao Lado), Simone Spoladore (homenageada da Mostra de Cinema de Tiradentes com a exibição de Nove Crônicas para um Coração aos Berros), Denise Weinberg, Mário Bortolotto, Marat Descartes (também homenageado da Mostra de Tiradentes, com a exibição de Uma Dose Violenta de Qualquer Coisa, o qual lhe rendeu o prêmio de melhor ator coadjuvante no Prêmio FIESP/SESI-SP de Cinema 2015), André Frateschi, Júlio Andrade, Silvia Lourenço e Cacá Amaral, entre outros. Em Ainda Temos a Imensidão da Noite, o desafio foi montar uma banda de rock com músicos de verdade e tirar o máximo deles também como atores. A produção da trilha original é de Lee Ranaldo, um dos fundadores do Sonic Youth.

O cineasta também atua como curador de cinema, com 12 eventos realizados para o Centro Cultural Banco do Brasil (em São Paulo, Rio e Brasília) e um para a Caixa Cultural Rio, além de passagens pelo Festival Internacional de Brasília e pelo Festival Internacional de Curtas de São Paulo.


DADOS PESSOAIS

Brasília, 1976
Formado em Jornalismo pela Universidade de Brasília (1999)
Especialização em Cinema na Escuela Universitaria de Artes y Espectáculos (antiga Escuela Superior de Artes y Espectáculos, Madri, 2003)
Sócio-administrador da 400 Filmes (Brasília)
Página no IMDb


LONGAS COMO DIRETOR

Ainda Temos a Imensidão da Noite (2K | filmado em 2017, lançamento em 2019)
Uma Dose Violenta de Qualquer Coisa (35mm | 2013)
Nove Crônicas para um Coração aos Berros (35mm | 2012)


CURTAS COMO DIRETOR

A Minha Maneira de Estar Sozinho (35mm | 2008)
A Vida ao Lado (35mm | 2006)
Uma Questão de Tempo (35mm | 2006), codirigido com Catarina Accioly

Uma Noite com Ela (35mm | 2005)
Danae (35mm | 2004)
As Incríveis Bolinhas do Dr. Sorriso Sarcástico (16mm | 2003)
Emma na Tempestade (35mm | 2002)


OUTROS TRABALHOS EM CINEMA

Produtor associado em Mulher do Pai (Cristiane Oliveira | 2K | 2016), seleção do 67º Festival de Berlim
Produtor de finalização em Hóspedes (Cristiane Oliveira | 35mm | 2008)
Produtor executivo em Dia de Folga (André Carvalheira | 35mm | 2006)
Produtor de finalização em Feliz Natal (Guilherme Bacalhao | 35mm | 2006)
Assistente de direção em A Lente e a Janela (Marcius Barbieri | 35mm | 2005)
Produtor em Entre Um (Marcius Barbieri | 35mm | 2004)
Continuísta em Denis’ Movie (João Lanari | 35mm | 1996)


CURADORIA DE MOSTRAS DE CINEMA

Um Outro, Eu Mesmo – Variações sobre Gênero no Cinema (CCBB Brasília | 2017)
Retrospectiva Wong Kar-wai (Caixa Rio | 2010)
Oriente Desconhecido (CCBB Brasília, Rio e São Paulo | 2008)
Nouvelle Vague Ontem e Hoje (CCBB Brasília | 2008)
Clandestina Liberdade (CCBB Brasília e São Paulo | 2007-2008)
Analógico Digital (CCBB Brasília, Rio e São Paulo | 2007)
Alemanha, um Olhar Feminino (CCBB Brasília | 2007)
Arte em Movimento (CCBB Brasília, Rio e São Paulo | 2006-2007)
Os Irlandeses (CCBB Brasília e Rio | 2006)
Expressionismo Revisitado (CCBB Brasília, Rio e São Paulo | 2005)
Outros Rumos – A Reinvenção do Road Movie (CCBB Brasília, Rio e São Paulo | 2005)
O Novo Cinema Brasiliense (CCBB Brasília | 2005)
As Três Chinas (CCBB São Paulo | 2004)


AUTOR E EDITOR DE PUBLICAÇÕES SOBRE CINEMA

Wong Kar-wai (80pp | 2010)
Oriente Desconhecido (32pp | 2008)
Nouvelle Vague Ontem e Hoje (72pp | 2008)
Analógico Digital (68pp | 2007)
Arte em Movimento (104pp | 2006)
Expressionismo Revisitado (52pp | 2005)
Outros Rumos – A Reinvenção do Road Movie (44pp | 2005)
O Novo Cinema Brasiliense (36pp | 2005), coautor com Marcelo Díaz

* Listadas apenas as publicações com 32 páginas ou mais


OUTROS TRABALHOS

Curador do 19º Festival Internacional de Curtas de São Paulo (2008) e do 21º Festival Internacional de Curtas de São Paulo (2010)
Curador e programador do 1º FICBrasília
Festival Internacional de Cinema de Brasília (1999) e do 2º FICBrasília (2000)
Repórter e crítico de cinema do jornal Correio Braziliense (1996-2002), tendo publicado mais de 1.100 artigos e reportagens; editor do caderno Suplementos e crítico de cinema para o Correio Braziliense (2003)